Elaboramos um passo a passo que poderá ajudá-lo a identificar em que fase do processo você está!

 

  1. Construa a sua árvore genealógica.

 

O primeiro passo para a obtenção da cidadania italiana é estabelecer o vínculo entre você e o seu antepassado italiano, pois é ele que irá lhe transmitir o direito à cidadania. Para facilitar, construa a árvore genealógica da sua família, partindo de você até chegar no seu antepassado que migrou para o Brasil.

 

  1. Junte toda a documentação.

 

  1. Análise dos documentos.

 

Essa fase é de extrema relevância, pois muitas certidões, sobretudo as antigas, foram registradas com erros na data de nascimento/falecimento, local de nascimento/casamento/óbito ou, ainda, no próprio sobrenome do seu antepassado.

Lembramos que as informações contidas nos documentos devem ser harmônicas entre si, de modo a não deixar em dúvida a sua linhagem familiar.

 

  1. Retificações.

Caso haja alguma divergência nos seus documentos, recomendamos que você faça as devidas retificações, que podem ser feitas administrativamente, diretamente no cartório, ou judicialmente, conforme o caso.

 

  1. Emitir, Apostilar e Traduzir os documentos.

Seus documentos devem ser traduzidos e apostilados conforme o estabelecido na Conferência de Haia para que sejam aceitos na Itália.

 

  1. Ingresso da ação judicial no Tribunal de Roma, na Itália.

Com a apostila de documentos pronta, analisada e retificada, nossa advogada, diretamente lá da Itália, dará início ao processo judicial para que você obtenha a tão sonhada dupla cidadania, sem necessidade de se deslocar até a Itália.

 

E lembre-se: poderá acompanhar todo o andamento do processo diretamente do seu celular, através do aplicativo do próprio Tribunal italiano.

 

Solicite seu orçamento